Com referências ao Dia de Proteção às Florestas, Polícia Ambiental inaugura sede

Em meio a concorrida presença de autoridades, órgãos ambientais, representantes do Ministério Público e sociedade civil, a Polícia Ambiental de São Paulo inaugurou ontem (16/07), em Presidente Prudente, a nova sede da 3ª Companhia de Policiamento Ambiental, que compreende 53 municípios, no extremo Oeste paulista e que faz divisa entre os estados do Paraná e Mato Grosso do Sul. De acordo com o comandante da companhia, capitão PM Julio César Cacciari de Moura, as novas instalações vão além de uma simples base física já que serão utilizadas também para melhorias no treinamento do policial e qualificação dos profissionais. “Vamos ter mais condições para o planejamento estratégico baseado em inteligência policial, comunicação social, conciliação ambiental e investimento nos recursos logísticos em defesa do meio ambiente e da sociedade”, explica o comandante. Segundo ele, “isso se justifica pelo fato de sermos uma região composta por um conjunto de rios de influência estratégica, necessidade de proteção, tanto de natureza ambiental como de criminal, associado ao entorno com as principais unidades de conservação do Oeste paulista: os Parques Estaduais do Morro do Diabo, Rio do Peixe e Aguapeí, Estação Ecológica Mico-Leão-Preto, além de reservas legais conservadas ou em restauração e as zonas de amortecimento das unidades.

O comandante geral da Polícia Ambiental do Estado, coronel PM Paulo Augusto Leite Motooka, por sua vez, ressaltou os bons resultados do trabalho da Polícia Ambiental na região e, depois de lembrar que 17 de julho é o Dia de Proteção às Florestas, enfatizou a importância do trabalho da corporação em favor da conservação da fauna, flora, rios e biodiversidade.

Para o tenente-coronel PM Antônio Carlos Siqueira Campos, comandante do 2º Batalhão, responsável por atender 186 municípios, a 3ª Companhia “tem crescido bastante” no trabalho de proteção, apreensão e destinação de animais, proteção da flora e fauna ictiológica. “Posso resumir que tem sido exitosa a atuação do policiamento ambiental na região, e é isso que nós temos buscado”, assegurou.

O presidente da Apoena e representante ambientalista no Conselho Estadual de Meio Ambiente, o Consema, Djalma Weffort ressaltou a ligação histórica que a ONG tem com a corporação por meio trabalhos conjuntos que vão desde denúncias de corte irregular de árvores, maus tratos a animais e tráfico e aprisionamento de espécies silvestres até ações contra invasão de reservas legais, queimadas, desmatamentos e atropelamentos de animais nas estradas da região. “Estamos no momento vendo como muito positivo a transferência da sede da Polícia Ambiental de Presidente Epitácio para um prédio que construímos, em 2004, em frente ao rio Paraná, com recursos de compensação ambiental do Friboi (hoje JBS), em ação do Ministério Público de São Paulo e parceria com a Prefeitura de Presidente Epitácio,“ disse o ambientalista.

Com a presença de amigos e familiares, e em observação aos protocolos de distanciamento social, a inauguração da sede foi marcada também por homenagens com a entrega de Medalhas ‘Valor Militar’. Concedida pelo governador do Estado, “o objetivo da honraria é patentear o reconhecimento do Estado pelos bons serviços prestados pelos policiais ambientais”, segundo informou a organização do evento.

 

Saiba mais:

Dia de Proteção às Florestas

Proteger as florestas significa conservar a biodiversidade e, consequentemente, a nossa existência e qualidade de vida. Segundo a ONU, as florestas cobrem 30,6% de toda a superfície da Terra. São elas que nos fornecem matérias-primas essenciais, como água e alimentos. São elas a casa de grande parte da biodiversidade do planeta, além de abrigarem mais de 300 milhões de pessoas. São elas as extensas “farmácias naturais”. E também são elas que capturam o carbono, regulam o clima e ajudam a combater as mudanças climáticas. (fonte: Instituto Akatu) www.akatu.org.br

Compartilhar essa notícia:

FIQUE POR DENTRO

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

BIODIVERSIDADE
Morte de onça-pintada atropelada é grande perda, lamentam ambientalistas

Uma onça-pintada (panthera onca), macho, pesando cerca de 70 quilos, foi atropelada e morta, na última quinta-feira (23/9), na rodovia Gal. Euclides de Oliveira Figueiredo (SP 563), conh (...)

LER MAIS >
GERAL
Ambientalistas do Consema aprovam moção contra reabertura da Estrada do Colono

A bancada ambientalista do Conselho Estadual de Meio Ambiente de São Paulo - Consema aprovou moção de repúdio contra o PL 984/2019, do deputado Vermelho (PSD/PR), que cria (...)

LER MAIS >
GERAL
Com referências ao Dia de Proteção às Florestas, Polícia Ambiental inaugura sede

Em meio a concorrida presença de autoridades, órgãos ambientais, representantes do Ministério Público e sociedade civil, a Polícia Ambiental de São Pau (...)

LER MAIS >
FALE COM A GENTE

CONTATO

Preencha os campos abaixo e envie suas dúvidas e sugestões. Responderemos o mais breve posssível.

* Preenchimento obrigatório